sábado, 8 de maio de 2010

10.000 Torres Negras

Finalmente, conseguimos gravar uma versão inicial dessa nossa canção supramencionada.
Foi uma das composições que eu escrevi há algum tempo, trazendo a letra já de alguns anos atrás.

Para quem se interessa, aqui vai a letra:

10.000 Torres Negras
Há uma nuvem escura no horizonte
Já nem sei ao certo nem de onde vem
Ao redor do globo suas fontes
10.000 torres negras

Fato social é que não é normal
Não saber distinguir entre o bem e o mau
Não éramos nós todos iguais afinal?
Afinal?

No teu bairro, quem faz a segurança é a polícia
Você confia ou não?
Noutro bairro, quem manda e desmanda é a milícia
Se você cruzar, é melhor olhar pro chão

Até aonde, até que dia,
A gente vai pagar pra ver?
Até aonde – PATOLOGIA -
Essa doença vai vencer?!

Fato social é que não é normal
Não saber distinguir entre o bem e o mau
Não ter como lutar pelo que há nessa vida
Ninguém nasce suicida

Fecho os olhos por falta até de vontade política
Você confia? Eu não
E há quem diga que isso é só minha falta de malícia
Ao caminhar é melhor olhar pro chão

Até aonde, até que dia,
A gente vai pagar pra ver?
Até aonde – PATOLOGIA -
Essa doença vai vencer?!



*Mau, no horizonte.

Um comentário:

Anônimo disse...

essa musica eh do caralho!