terça-feira, 31 de agosto de 2010

Blaze Bayley: uma vida pela música

Todo mundo deiva escutar Blaze Bayley. Infelizmente, na maioria das vezes ele é lembrado simplesmente como "o cara que susbstituiu o Bruce Dickinson no Iron Maiden". Vamos lá, escutem a voz de quem já ouviu muita música na vida: deixem o preconceito de lado e escutem os trabalhos solo de Blaze Bayley.
A sua discografia é extensa e envolve vários álbuns e EPs com a banda de Hard Rock que o projetou, Wolfsbane; dois álbuns com o Iron Maiden [The X-Factor; Virtual XI] e cinco discos na carreira solo.
Abaixo, vou postar as capas de seus trabalhos solo, quem sabe eles não despertam a interesse do povo incauto.


Sou suspeito para falar de alguma cois, pis sou fã incondicional do cara. Sua voz encorpada e baixa é estranhamente cativante e exótica. Outro ponto forte da carreira do Blaze é a sua dedicação às composições, e suas histórias de perseverança na música, superando obstáculos de todo gênero como o falecimento de sua esposa, sua maior apoiadora.

Fica a dica: Blaze, o homem que não morria.

*Mau, esperando o Messias de silício.

Nenhum comentário: